Dados do Acervo
                                                                                        
Endereço Eletrônicohttp://www.dbd.puc-rio.br/pergamum/biblioteca/php/mostrateses.php?open=1&arqtese=1012845_2014_Indice.html
Título PrincipalConfiança e controles em relacionamentos interorganizacionais [recurso eletrônico] : um modelo de suas intenções e de seus reflexos no desempenho / Luciano Quinto Lanz ; orientador: Patrícia Amélia Tomei
Autor PrincipalLanz, Luciano Quinto
Entradas SecundáriasTomei, Patrícia Amélia
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Departamento de Administração
Edição, Publicação2014.
Notas GeraisInclui anexos
Nota - Dissertação ou TeseTese (Doutorado)-Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Departamento de Administração, 2014.
Nota - BibliografiaBibliografia: f. 173-213
Nota - ResumoResumo analítico : Esta tese teve como objetivo principal propor um modelo analítico que relacione os efeitos dos mecanismos de controle nos processos de formação da confiança entre organizações envolvidas em alianças e parcerias, identificando seus reflexos no desempenho. O estudo buscou preencher uma lacuna na literatura, que na maioria dos casos trata os conceitos como antagônicos ou substitutos e não os relaciona diretamente com o desempenho. Esta pesquisa acredita que são conceitos complementares. A metodologia utilizada foi o estudo de caso, em uma aliança estratégica entre um banco de desenvolvimento (o BNDES) e 20 agentes financeiros em um fundo de aval, que concede garantias para micro, pequenas e médias empresas, com análise documental, entrevistas semiestruturadas e aplicação de questionários com escala tipo likert. Foram analisados os instrumentos contratuais, normativos e mecanismos de controle, a natureza de sua formalização e a percepção quanto a sua aplicação e seus efeitos sobre a dinâmica da confiança em ambos os níveis operacional e gerencial do relacionamento interorganizacional. Os resultados da análise dos contratos, normativos, entrevistas e questionários, indicaram que para ampliar suas operações, o fundo precisou equilibrar uma estrutura de governança com perspectiva estrutural, baseada em controles, com uma estrutura relacional, baseada em mecanismos informais, que gerasse confiança dos agentes financeiros. A principal contribuição deste estudo é esclarecer a relação confiança e controle no desenho de mecanismos de governança interorganizacional. Além disto, o modelo considera o tipo de organização, o nível hierárquico dos respondentes, e relacionamento passado entre as organizações. E finalmente, o estudo propõe uma avaliação de desempenho que considera não só as percepções expressas nas respostas aos questionários, mas também indicadores empresariais.
Formato Físico Adicional DispoTambém disponível na forma impressa
Nota - Detalhes do SistemaExigências do sistema: conexão com a Internet, World Wide Web browser e Adobe Acrobat Reader
AssuntosAdministração -- Teses
Governança corporativa
Alianças estratégicas (Negócios)
Eficiência organizacional
Ligação-Formato Físico AdicionDisponível em outro formato : Impressa (BR-RjPUC) 208256

Título Anterior                         Próximo Título